Candidatos da esquerda francesa apelam ao voto em Macron

Quatro candidatos representam cerca de 15% dos votos nesta primeira volta.

Os candidatos comunistas, ecologista e socialista à primeira volta das eleições presidenciais na França, realizadas este domingo, apelaram ao voto em Emmanuel Macron na segunda volta, para travar a candidata da extrema-direita Marine ​​​​​​​Le Pen.

Os quatro candidatos destas forças políticas de esquerda - Anne Hidalgo (socialista) e Yannick Jadot (ecologista), assim como Fabien Roussel (Partido comunista) e Philippe Poutu (operário e sindicalista) - representam cerca de 15% dos votos na primeira volta, que, de acordo com várias sondagens à boca das urnas, Macron deverá vencer, com cerca de cinco pontos percentuais de vantagem sobre Le Pen.

"Eu sei que estão desiludidos esta noite [...] Peço-vos para votarem contra a extrema-direita de Marine Le Pen, votando em Emmanuel Macron", apelou a candidata socialista, logo após serem conhecidas as sondagens à boca das urnas.

É a primeira vez que o Partido Comunista poderá ter um resultado mais expressiva que o Partido Socialista, com as sondagens a apontarem para 2,7% para o candidato comunista Fabien Roussel e 2,1% para Anne Hidalgo, segundo o instituto Ipsos-Sopra Steria para a televisão e rádio públicas francesas e o jornal "Le Parisien".

Cerca de 48,7 milhões de eleitores franceses foram hoje chamados às urnas para a primeira volta das eleições presidenciais, à qual se apresentaram 12 candidatos.

A segunda volta das presidenciais em França realiza-se em 24 de abril.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de