Cânticos pelos direitos civis fazem-se ouvir em Nashville antes do debate

Grupos "antifascistas" identificados com bandeiras e camisolas juntam-se para cantar ao som de tambores improvisados com caixotes de lixo.

Os apoiantes do candidato democrata Joe Biden organizam-se com cânticos e percussão contra o racismo e pela liberdade sexual dos norte-americanos.

"Isto tem de mudar, para todos, não só para os negros mas também para os brancos, porque somos todos pobres e discriminados", disse à Lusa Jeannette, que cantava o hino "God Bless America" e que se apresenta como "travesti em luta pelos direitos cívicos".

"Estou preocupada com a situação que este país atravessa por causa da crise do coronavírus. Tem de haver dignidade e cuidados de saúde para todos" acrescenta o travesti ativista pela campanha de Biden.

No setor da concentração de apoiantes de Joe Biden frente ao local onde vai decorrer o debate entre os dois candidatos presidenciais, frente à universidade Belmont, cidade de Nashville, estado do Tennessee, os grupos "antifascistas" identificados com bandeiras e camisolas juntam-se para cantar ao som de tambores improvisados com caixotes de lixo.

A letra da canção de protesto "Wich side are you on?" ("De que lado estás?") foi adaptada contra o presidente Donald Trump e continua pela defesa das vítimas "afro-americanas" da violência policial".

A música é acompanhada pela batida nos tambores improvisados.

"Queremos mudanças", dizem os manifestantes mais jovens do candidato democrata numa altura e que se espera a qualquer momento a entrada dos candidatos, Donald Trump, pelo Partido Republicano e Joe Biden, do Partido Democrata.

Os apoiantes de Trump juntam-se perto do cruzamento e agitam bandeiras dos Estados Unidos aos carros que passam.

Apesar do ruído e das expressões de protesto não se registam incidentes. A polícia está presente no perímetro da universidade.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de