Cenário caótico em Cabul. Pelo menos três pessoas esmagadas perto do aeroporto

Os Estados Unidos já aconselharam os norte-americanos a não se deslocarem para o local, devido a possíveis ameaças à segurança.

Pelo menos três pessoas ficaram esmagadas nos arredores do aeroporto de Cabul, no Afeganistão. O cenário caótico agravou-se com a pressão de muitas pessoas a tentarem chegar às instalações.

De acordo com a Sky News, três corpos foram retirados, enquanto a embaixada dos Estados Unidos em Cabul já pediu aos norte-americanos que evitem dirigir-se ao aeroporto. As imagens do canal de televisão europeu mostram corpos cobertos com lençóis brancos, mas ainda não existem dados oficiais. Já a CNN estima que estejam 14 mil pessoas no local a tentarem obter lugar num voo para abandonar o país.

É o pior dia de sempre. As pessoas vão-se empurrando umas às outras e quem está na frente vai ficando esmagado. Apesar de não existirem dados oficiais, a cadeia de televisão britânica afirmou que há a possibilidade de haver vítimas mortais.

Por agora, as pessoas vão recebendo tratamento médico no local, com médicos e enfermeiros a tentarem dar assistência. Os militares norte-americanos vão retirando as pessoas da multidão, sobretudo crianças, e vão também atirando água, dado que há muita gente desidratada.

Mais do que caótica, é uma situação perigosa. Por isso, os Estados Unidos aconselharam os cidadãos a não se deslocarem ao aeroporto de Cabul devido a possíveis ameaças à segurança dos portões. A informação foi avançada durante uma conferência de imprensa do Pentágono pelo major general Hank Taylor.

"O aeroporto continua seguro. As forças norte-americanas supervisionam as operações de voo, tanto dos nossos militares como de afegãos colaboradores. De momento não há qualquer alteração ao ambiente inimigo, dentro e nas imediações do aeroporto", explicou Hank Taylor.

A embaixada dos EUA alertam para potenciais ameaças de segurança fora dos acessos do aeroporto, mas John Kirby, secretário de Imprensa do Pentágono, não quis avançar com detalhes.

"Não podemos dar pormenores quanto ao tipo de ameaças, a situação em Cabul é muito volátil. Vocês viram as imagens do que se passa do lado de fora do aeroporto, a situação está sempre a mudar, a cada hora, também consoante as diferentes zonas do perímetro do aeroporto. É tudo muito fluído e dinâmico", acrescentou John Kirby.

Também o governo alemão sublinhou que a situação de segurança no aeroporto é extremamente perigosa. Já o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Suíça anunciou que interrompeu os voos que estavam programados para sair de Cabul este sábado, afirmando que a situação "se deteriorou significativamente nas últimas horas".

O cofundador e número dois dos taliban, Abdul Ghani Baradar, chegou este sábado a Cabul para conversações com outros membros do movimento e líderes políticos sobre a formação do novo governo do Afeganistão.

Uma fonte oficial dos taliban disse à agência France-Presse que Baradar irá encontrar-se em Cabul com "líderes e políticos jihadistas para estabelecer um governo inclusivo".

Notícia atualizada às 17h52

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de