Cerca de 230 baleias-piloto encalhadas na Austrália. Perto de metade podem estar mortas

Os mamíferos estão espalhados no areal ao largo da costa oeste da Tasmânia.

Cerca de 230 baleias-piloto foram encontradas encalhadas, esta quarta-feira, na costa oeste da Tasmânia, na Austrália. As autoridades australianas afirmam que apenas metade dos animais encontrados devem continuar vivos.

"230 baleias encalharam perto do porto de Macquarie", confirmou o Departamento de Recursos Naturais e Ambiente do estado da Tasmânia. "Cerca de metade dos animais estão vivos", completa a entidade.

Com recurso a imagens aéreas, é possível ver dezenas de mamíferos negros espalhados pelo areal, onde, há quase dois anos, ocorreu um episódio semelhante. Em 2020 foram encontradas encalhadas 500 baleias-piloto, mas pouco mais de 100 acabaram por sobreviver.

A causa dos encalhamentos das baleias naquela região ainda não foi totalmente compreendida. Os cientistas sugerem que podem ser causadas por pequenos grupos que se desviam dos trilhos que normalmente percorrem após se alimentarem demasiado perto da costa.

As baleias-piloto são animais sociáveis e seguem em grupos e, quando se aproximam do areal, podem não conseguir fugir e acabam por encalhar. As autoridades confirmaram que os peritos em conservação marinha e algum equipamento para o salvamento de baleias se encontrava a caminho do local.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de