"China não nos impede de ir a Taiwan." Nancy Pelosi "orgulhosa" de "viagem notável"

Para a presidente da Câmara dos Representantes do Congresso norte-americano esta viagem provou que a China não impede os EUA de visitar Taiwan.

Nancy Pelosi, a presidente da Câmara dos Representantes do Congresso norte-americano, não se arrepende de ter visitado Taiwan apesar das ameaças da China e consequente aumento da tensão entre os dois territórios. Defende que os EUA visitaram Taiwan com "humildade" e "respeito", para ouvir e aprender.

"Foi uma viagem notável de que estou orgulhosa. O objetivo consistiu em falar sobre defesa, economia e governança. Queremos agradecer a todos os países pela resposta imediata para condenar a Rússia pela invasão da Ucrânia. Claro que, em termos de governança, falámos sobre a Covid, alterações climáticas e do resto", afirmou Nancy Pelosi.

Para a norte-americana, esta viagem provou que a China não impede os EUA de visitar Taiwan e ressalvou que não houve quebra de qualquer acordo.

"O nosso objetivo foi saudar esta democracia florescente e que faz parte das democracias do mundo. Não queremos nada mais do que uma Taiwan livre. Estamos muito orgulhosos da nossa delegação. Ficámos bastante honrados com os países anfitriões. A visita foi um sucesso", explicou a presidente da Câmara dos Representantes do Congresso norte-americano.

Por fim, Pelosi agradeceu a Joe Biden, que considera ser "um Presidente pela paz e pela segurança".

"Quero agradecer o empenho de todos no setor da segurança, que garante o sucesso económico e boa governança de todos os países", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de