Cimeira europeia adiada: Charles Michel em quarentena

Infectado entre o corpo de segurança do presidente do Conselho Europeu obriga a adiamento da cimeira.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel anunciou, esta terça-feira, que a cimeira europeia que deveria ter lugar no final desta semana será adiada para os dias 1 e 2 de outubro, depois de um membro da sua segurança pessoal ter testado positivo para o novo coronavírus.

A decisão foi apresentada pelo porta-voz de Charles Michel, através da sua conta na rede social Twitter.

"O @eucopresident soube hoje que um oficial de segurança, com quem ele manteve contato próximo no início da semana passada, testou positivo para COVID. O presidente é testado regularmente e estava negativo ontem. Respeitando as regras belgas, ele está em quarentena a partir de hoje", anunciou o porta-voz.

O Conselho Europeu Extraordinário de 24 e 25 de setembro tinha sido convocado por Charles Michel em agosto, para uma discussão, em Bruxelas, sobre "o mercado único, a política industrial e a transformação digital, bem como as relações externas, em particular as relações com a Turquia e a China".

Esta cimeira seria também "uma oportunidade para fazer um balanço da situação da pandemia COVID-19".

Recorde-se que antes da Cimeira, Charles Michel viajou para a Grécia, Chipre e Malta como parte dos preparativos para as discussões. A cimeira está agora adiada para os dias 1 e 2 de outubro, para que o presente conclua o período de quarentena.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de