Cimeira do Clima ainda sem acordo. Ajuda aos países mais pobres pode ser adiada

O acordo de Paris tinha criado uma meta de 100 milhões de dólares por ano de ajuda, mas até agora esse compromisso não foi estabelecido. O documento remete agora para que nos próximos dois anos seja tomada uma nova meta.

Na Cimeira do Clima, ficou adiada para os próximos dois anos uma meta financeira de ajuda aos países mais pobres. A conferência de Glasgow prossegue este sábado, mas sem acordo à vista.

Os trabalhos da Cimeira do Clima serão retomados ainda nesta manhã. A conferência global de Glasgow deveria ter encerrado esta sexta-feira mas, sem um documento fechado para apresentar, as Nações Unidas optaram por parar o relógio negocial e limar algumas arestas do texto.

Os novos documentos estão a ser disponibilizados pouco a pouco. Um desses textos diz respeito à quantificação de um objetivo coletivo de financiamento dos países em desenvolvimento.

O acordo de Paris tinha criado uma meta de 100 milhões de dólares por ano de ajuda, mas nada foi cumprido. O documento remete agora para que nos próximos dois anos seja tomada uma nova meta. Para isso, vai ser formado um grupo de trabalho que inclui reuniões de alto nível ministerial.

Antes de mandar suspender a conferência das partes, o presidente da cimeira de Glasgow pediu aos diplomatas do clima que possam ter nesta reta final, e já em cima do tempo, maior disponibilidade. "Precisamos daquela injeção final, com um espírito de envolvimento, para conseguirmos atingir a meta", salientou Alok Sharma.

"Este é o nosso momento coletivo na História. Esta é a nossa oportunidade de criar um mundo mais limpo, saudável e próspero." Por fim, Alok Sharma pede aos delegados que tenham um espírito positivo que leve a resultados reais. "Peço que continuem com o mesmo espírito positivo, que criará resultados."

Cabe aos delgados de 200 países acordarem questões como o financiamento climático, o mercado global de licenças de carbono, a revisão dos compromissos nacionais de redução de emissões de gases com efeito de estufa e mecanismos de compensação dos países mais vulneráveis pelas perdas e danos provocados em consequência das alterações climáticas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de