Colapso de sala de aula no Quénia mata sete crianças

Foi montada uma megaoperação de busca e salvamento, com receio de que mais alunos estejam soterrados nos escombros.

Pelo menos sete crianças morreram no colapso de uma escola, esta manhã, em Nairobi, no Quénia. Um porta-voz do Governo referiu também que 57 alunos ficaram feridos.

No entanto, foi montada uma megaoperação de busca e salvamento, com receio de que mais alunos estejam soterrados nos escombros.

O acidente aconteceu ao início da manhã desta segunda-feira, quando as aulas estavam a começar, de acordo com a agência Reuters.

Os pais dos alunos acorreram em pânico à escola primária na capital do Quénia.

As imagens mostram que a sala de aula mais afetada funcionava num pré-fabricado.

"Depois do colapso do edifício, 57 estudantes foram levados para o hospital para receber tratamento e podemos confirmar que há sete mortos", disse o porta-voz do Governo do Quénia, Cyrus Oguna, aos jornalistas.

De acordo com a agência de notícias EFE, o colapso afetou a escola Precious Talent School, na zona de Ngando, no oeste da capital queniana, instalada num edifício de dois andares construído com madeira e painéis de metal.

Pelo menos dez crianças continuam presas nos escombros da escola, referiu a agência de notícias Associated Press (AP). As autoridades ainda não determinaram as causas do colapso do edifício.

Notícia atualizada às 09h44

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados