"Condenação veemente e apoio solidário." Zelensky telefonou a Marcelo para falar da atual situação na Ucrânia

Além do diálogo sobre a situação na Ucrânia, Zelensky e Marcelo falaram da "parceria no âmbito da política europeia de vizinhança da qual a Ucrânia é parte".

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky telefonou, este domingo, ao homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, onde o tema foi a atual situação da Ucrânia.

"O Presidente da República reiterou a condenação veemente de Portugal e o apoio solidário à corajosa resistência ucraniana. Apoio esse cuja concretização tem sido efetivada pelo Governo, nomeadamente através dos Ministérios competentes. Sublinhou igualmente o papel da excecional comunidade ucraniana em Portugal", refere o curto comunicado da Presidência.

Além disso, também foi tema "a parceria no âmbito da política europeia de vizinhança da qual a Ucrânia é parte".

No Twitter, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenski agradece a Portugal pelo encerramento do espaço aéreo a aviões russos, pelo apoio à retirada da Rússia do sistema SWIFT e pelo envio de material militar.

O Ministério da Defesa Nacional informou no sábado à noite que Portugal vai enviar equipamento militar para a Ucrânia "a pedido das autoridades ucranianas".

Da lista do material fazem parte "coletes, capacetes, óculos de visão noturna, granadas e munições de diferentes calibres, rádios portáteis completos, repetidores analógicos e espingardas automáticas G3", precisou.

Por outro lado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros anunciou este domingo que Portugal vai fechar o seu espaço aéreo a companhias aéreas russas, após vários países europeus terem tomado a mesma medida.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram cerca de 200 mortos, incluindo civis, e mais de 1.100 feridos, em território ucraniano, segundo Kiev. A ONU deu conta de perto de 370 mil deslocados para a Polónia, Hungria, Moldávia e Roménia.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de