Coreia do Sul e EUA iniciam manobras que antecedem exercício militar anual

Seul e Washington podem considerar a realização de exercícios no terreno para enviar uma mensagem a Pyongyang, que realizou um número recorde de lançamentos de mísseis este ano.

Os exércitos sul-coreano e norte-americano iniciaram esta terça-feira manobras preliminares para os exercícios anuais de primavera, numa altura de tensão crescente na península, com a possibilidade de um novo teste nuclear do regime norte-coreano.

Os dois países iniciaram o exercício de formação de pessoal de gestão de crises, que antecede o início do treino combinado do posto de comando (CCPT), disseram fontes militares sul-coreanas à agência de notícias da Coreia do Sul Yonhap.

O exercício de gestão de crise, conduzido pelos chefes do Estado-Maior conjunto da Coreia do Sul (JCS), envolve simulações de cenários anteriores à guerra, enquanto o CCPT é uma simulação baseada em computador, que pode ou não envolver a utilização de meios militares no terreno, com base nos planos de contingência de guerra dos dois aliados.

O CCPT, que estava inicialmente previsto para março, mas foi adiado devido às eleições presidenciais sul-coreanas e ao impacto da variante Ómicron do novo coronavírus na Coreia do Sul, está programado para começar na próxima segunda-feira e, como todos os anos, vai durar cerca de dez dias.

Analistas disseram acreditar que, nesta ocasião, Seul e Washington podiam considerar a realização de exercícios no terreno para enviar uma mensagem a Pyongyang, que realizou um número recorde de lançamentos de mísseis, 12 este ano, incluindo o primeiro míssil balístico intercontinental (ICBM) em cinco anos.

As manobras coincidem com o envio do porta-aviões USS Abraham Linconln para a região. Em 2017, Washington destacou três porta-aviões para as águas ao largo da península, quando Pyongyang realizou o mesmo número de testes ICBM.

O Instituto Naval dos EUA confirmou, no 'site', que o porta-aviões a propulsão nuclear já se encontra no mar do Japão, águas que as duas Coreias identificam como mar de Leste.

O regime de Kim Jong-un prepara-se para celebrar, na sexta-feira, o 110.º aniversário do nascimento do fundador Kim Il-sung, avô do atual líder, com um desfile militar em grande escala, durante o qual poderá exibir novo armamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de