Depois de mais de 30 anos, o "Robinson Crusoe de Itália" vai deixar a ilha onde vive sozinho

Homem chegou de barco a uma ilha no Mediterrâneo onde vive sozinho desde 1989. Agora, vai finalmente acatar as ordens das autoridades e mudar-se para um apartamento.

Parece uma história de ficção, de um livro ou de um filme, mas aconteceu mesmo, na Sardenha, em Itália. Estávamos em 1989 quando um homem, lançado na aventura de chegar sozinho de barco ao Sul do Pacífico, sofreu problemas no mar e quase naufragou. Acabou por ir parar a uma ilha (quase) deserta, no meio do Mediterrâneo. E foi lá que ficou a viver, sozinho, durante mais de 30 anos, até aos dias de hoje.

Falamos da ilha de Budelli, no arquipélago de Maddalena, no norte da Sardenha. O homem desta história é Mauro Morandi, um italiano, que hoje tem já 81 anos - e que é conhecido internacionalmente como o "Robinson Crusoe de Itália".

Quando chegou a Budelli, em 1989, após problemas com o barco em que seguia, Morandi descobriu que a pessoa responsável por tomar conta da ilha estava prestes a reformar-se. Ao saber disto, desistiu dos planos de continuar viagem em direção ao Pacífico e decidiu ficar ele próprio a tomar conta da ilha. É lá que tem vivido nos últimos 32 anos, a manter limpa a praia, conhecida pela sua areia cor-de-rosa.

Mas agora... tudo vai mudar. Depois de várias ameaças de despejo, por parte das autoridades do parque nacional do arquipélago - que gerem a ilha desde 2016 e querem transformá-la num espaço para educação ambiental -, o "náufrago" finalmente cedeu à pressão e aceitou deixar a ilha.

"Desisti da luta. Depois de 32 anos aqui, sinto-me muito triste por ir embora. Espero que consigam proteger a ilha tão bem como eu fiz", desabafou Mauro Morandi, em declarações citadas no jornal The Guardian.

Morandi revelou que vai mudar-se para um pequeno apartamento, junto a La Maddalena, na maior ilha do arquipélago.

"Vou viver junto à cidade principal, vou só lá para ir às compras e o resto do tempo fico sozinho. A minha vida não vai mudar assim tanto, vou continuar a ver o mar", afirmou.

Têm sido lançadas petições com milhares de assinaturas para manter Morandi na ilha, pelo que foram muitos aqueles que, nas redes sociais, manifestaram o seu descontentamento pelo facto de o "Robinson Crusoe de Itália" ser obrigado a sair da ilha.</p>

A ilha de Budelli era, anteriormente, propriedade de uma empresa privada que foi à falência e que tentou vendê-la a um empresário neozelandês. Contudo, em 2016, a justiça da Sardenha determinou que o território voltasse a ser público.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de