Detido homem que se aproximou do caixão da rainha Isabel II

Funeral da monarca realiza-se na próxima segunda-feira, feriado nacional no Reino Unido.

Uma pessoa foi detida no salão de Westminster, em Londres, depois de se ter aproximado do caixão da rainha Isabel II, noticia a imprensa britânica citando fontes policiais. O incidente ocorreu perto das 22 horas de sexta-feira.

As autoridades parlamentares explicaram este sábado que um homem saiu da fila, em que milhares de pessoas esperam para ver a urna da Rainha Isabel II, e tentou aproximar-se da urna na sua plataforma.

A polícia metropolitana, por seu turno, disse que o homem foi detido por suspeita de ofensa à ordem pública.

Desde as 17h30 de quarta-feira que dezenas de milhares de pessoas passam continuamente pelos dois lados da urna da monarca no Palácio de Westminster, que tem estado aberto 24 horas por dia.

A urna com o corpo da monarca encontra-se envolta no estandarte real e com a Coroa Imperial do Estado, esfera e ceptro em cima sobre uma plataforma elevada, conhecida como catafalco.

O local estará aberto até às 06:30 de segunda-feira, dia do funeral de Estado.

Na sexta-feira, as autoridades pararam temporariamente de permitir que mais visitantes se juntassem ao final da linha, que serpenteia ao redor do Southwark Park, a cerca de oito quilómetros do Parlamento.

Durante a noite, os voluntários distribuíram cobertores e chávenas de chá às pessoas na fila quando a temperatura caiu para 6 graus Celsius.

Membros do público continuaram a entrar silenciosamente no Westminster Hall, mesmo quando os quatro filhos da rainha - o rei Carlos III, a princesa Ana, o príncipe André e o príncipe Eduardo -- ficaram em vigília ao redor do caixão coberto de bandeiras por 15 minutos na noite de sexta-feira.

Isabel II morreu a 8 de setembro aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos no trono, o mais longo reinado da história do Reino Unido, e o corpo encontra-se em câmara ardente no edifício do parlamento britânico, em Londres, até segunda-feira.

O funeral de Estado com a presença de dezenas de chefes de Estado e de governo internacionais terá lugar na segunda-feira na Abadia de Westminster, em Londres. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai representar o Estado português, devendo seguir para Londres este domingo, véspera do funeral.

A urna com o corpo da Rainha será finalmente depositada, durante um evento privado para reservado à família, num jazigo no Castelo de Windsor onde se encontram os restos mortais dos pais e da irmã, e para onde será transferido o caixão do marido, príncipe Filipe, que morreu aos 99 anos em 2021.

Notícia atualizada às 13h30

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de