Detido piloto de avião que ameaçou colidir com supermercado nos EUA

O piloto ameaçou colidir a aeronave com um supermercado.

O piloto do avião que, este sábado de manhã, sobrevoou a região do Mississípi, nos Estados Unidos da América, e ameaçou colidir com um supermercado foi detido, revelaram as autoridades.

Segundo as autoridades, o homem, que terá furtado o avião, pode ser acusado por furto e ameaça terrorista.

Em conferência de imprensa, o chefe de polícia de Tupelo, John Quaka, revelou que o agora detido, funcionário da Tupelo Aviation, não tinha licença de piloto, mas apenas "alguma instrução".

Quaka contou que o homem furtou o avião, descolou e, depois, ligou para o número de emergência a ameaçar colidir com um supermercado.

Contudo, o avião aterrou em segurança e sem causar feridos, anunciaram.

"A situação foi resolvida e ninguém ficou ferido", revelou o governador Tate Reeves numa publicação no Twitter.

Reeves agradeceu aos agentes policiais que ajudaram a monitorizar o avião que, desde as 05h00 (hora local), sobrevoou a região.

Numa publicação no Facebook, o departamento policial de Tupelo revelou ter sido notificado às 05h00 (hora local) de que um avião sobrevoava a cidade com cerca de 38 mil habitantes e o piloto ameaçava colidir com um supermercado.

"O piloto entrou em contacto com os serviços de emergência e ameaçou colidir intencionalmente com um WalMart [nome da cadeia de supermercados]", referiu a polícia sem, contudo, dar as motivações do piloto com quem conseguiu falar.

Nesta sequência, os agentes policiais evacuaram o supermercado e um posto de combustível nas imediações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de