Dez candidatos confirmados na eleição para suceder Theresa May

Candidatos que pretendem suceder a May tinham até esta segunda-feira para angariar apoios.

Dez candidatos conseguiram o apoio necessário para entrar na eleição interna para suceder Theresa May na liderança do Partido Conservador, ficando para trás Sam Gyimah, o único que defendia um novo referendo e era contra o Brexit.

De acordo com o partido, Boris Johnson, Jeremy Hunt, Michael Gove, Dominic Raab, Sajid Javid, Andrea Leadsom, Rory Stewart, Matt Hancock, Esther McVey e Mark Harper conseguiram o apoio formal de pelo menos oito deputados, o que tinham de garantir às 17h00 de hoje.

O antigo secretário de Estado das Universidades Sam Gyimah anunciou ao final da tarde que ia abandonar a corrida, alegando que, por ter entrado numa fase tardia, "não houve tempo suficiente para angariar apoios".

Gyimah era o único dos 11 candidatos que defendia um novo referendo com o objetivo de fazer campanha a favor da permanência na União Europeia, enquanto os restantes comprometem-se a implementar o resultado do referendo de 2016 e concretizar o Brexit.

Nos próximos dias realizam-se vários debates e uma série de votações que começam na quinta-feira e depois nos dias 18, 19 e 20 de junho, culminando na seleção de dois finalistas.

A partir de 22 de junho, estes dois candidatos serão submetidos a uma votação dos cerca de 160 mil membros do Partido Conservador, devendo o vencedor ser anunciado um mês mais tarde.

Theresa May renunciou oficialmente ao cargo de líder do Partido Conservador na passada sexta-feira, mas vai permanecer em funções como primeira-ministra até o sucessor ser escolhido.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de