Dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio nas Ilhas Salomão

Não se sabe ao certo quantas pessoas seguiam a bordo.

Dezenas de pessoas estão desaparecidas nas Ilhas Salomão, Pacífico Sul, após o naufrágio de uma embarcação que ignorou os avisos para evitar a navegação em virtude da passagem do ciclone Harold, adiantam fontes oficiais.

"Lamentamos o facto de que vários passageiros desapareceram depois de terem sido arrastados pelas águas quando caíram borda fora da embarcação que partiu ontem à noite (quinta-feira) apesar das advertências", disse hoje o primeiro-ministro das Ilhas Salomão, Manasseh Sogavare num discurso que foi transmitido através da plataforma digital Facebook.

O navio zarpou de Honiara, capital das Ilhas Salomão, rumo à província de Malaita, com um número indeterminado de passageiros a bordo.

A operação de resgate estão a ser dificultadas pelo mau tempo que se faz sentir devido à passagem do ciclone Harold (categoria 01), que se desloca a 22 quilómetros por hora, localizando-se a 96 quilómetros a sudoeste da província de Guadalcanal.

Na região, estes fenómenos meteorológicos ocorrem nos meses entre os meses de novembro e abril.

A população das Ilhas Salomão, país com 900 ilhas, totaliza os 611 mil habitantes, cuja maior parte se dedica a formas de vida tradicionais: agricultura e pesca.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de