Dois britânicos e um marroquino condenados à morte por separatistas pró-russos

Combatentes foram acusados de terem participado na guerra como "mercenários".

Dois britânicos e um marroquino capturados no leste da Ucrânia por separatistas pró-Rússia foram condenados à morte, esta quinta-feira, na autoproclamada República de Donetsk por serem considerados "mercenários", lutando ao serviço de Kiev, anunciaram os órgãos de comunicação social russos, citados pela AFP.

O Supremo Tribunal da República Popular de Donetsk condenou à morte os britânicos Aiden Aslin e Shaun Pinner e o marroquino Brahim Saadun, acusados de terem participado nos combates como "mercenários" a serviço da Ucrânia, informou a agência oficial russa TASS.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que foi condenada pela comunidade internacional ocidental.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de