Donald Trump acusado de assédio sexual por ex-modelo

Antes de Amy Dorris, outras 25 mulheres já acusaram Donald Trump de agressões ou assédio sexual.

Donald Trump está envolvido numa nova acusação de assédio sexual. A antiga modelo norte-americana Amy Dorris decidiu denunciar o caso que remonta a setembro de 1997.

Em declarações ao The Guardian, Amy Dorris alega que o atual presidente dos Estados Unidos a encurralou numa casa de banho da bancada VIP no decorrer do torneio do US Open.

A antiga modelo, então com 24 anos, afirma que Trump, na altura com 51 nos e casado com Marla Maples, lhe tocou em todo o corpo "como se tivesse tentáculos", forçou beijos e agarrou-a, apertando-a contra si sem que ela conseguisse fugir.

"Senti-me doente, violada", conta Amy Dorris ao jornal britânico. Garante que lhe pediu para parar, que tentou resistir e que pode mesmo ter magoado Donald Trump ao tentar afastar a sua língua com os dentes.

Amy diz que "ficou em choque" e pediu ao namorado que falasse com Trump para lhe dizer que se afastasse dela, mas no dia seguinte ambos voltaram ao camarote VIP para continuar a assistir ao US Open. Conta que vestiu roupa "mas conservadora", mas os avanços de Trump repetiram-se através de comentários que considerou inadequados.

Através dos seus advogados, o presidente norte-americano nega todas as acusações. Alega que nunca assediou, abusou ou se comportou de forma imprópria para com Amy Dorris. Além disso, a proximidade das eleições presenciais nos Estados Unidos leva a defesa de Trump a sugerir que a acusação de Amy Dorris tem motivações políticas.

Os jornalistas do The Guardiam tiveram acesso a várias fotografias que comprovam que a ex-modelo e Donald Trump estiverem juntos no US Open em 1997. Escrevem ainda que várias fontes a quem Amy Dorris confidenciou o que se passou nesse dia corroboram a sua história.

Na altura, a norte-americana falou amigos e um terapeuta, mas nunca apresentou queixa nas autoridades. Explica ainda que pensou denunciar o caso em 2016, quando várias mulheres acusaram Trump de assédio sexual, mas temeu prejudicar a sua família.

Decidiu tornar a sua história pública agora, justifica, porque quer que as suas duas filhas gémeas, prestes a completar 13 anos, "saibam que não devem permitir a ninguém fazer nada que não queiram".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de