El Chapo condenado a prisão perpétua

O antigo líder do cartel de Sinaloa conheceu o veredito do tribunal de Nova Iorque.

Após 11 semanas de julgamento, eis o veredicto. Joaquín "El Chapo" Guzman foi condenado esta quarta-feira a uma pena de prisão perpétua e outra de 30 anos por um tribunal de Nova Iorque. O traficante liderou vários anos o cartel mexicano de Sinaloa.

El Chapo foi considerado culpado por liderar o cartel que foi descrito em tribunal como uma "rede criminosa, assassina" que traficava toneladas de cocaína e heroína para os Estados Unidos.

Antes de ser capturado em 2016, Guzman fugiu duas vezes de prisões de alta segurança no México. Foi depois extraditado para os Estados Unidos.

No tribunal, foram ouvidas dezenas de testemunhas que descreveram as atrocidades cometidas por El Chapo. Além das mortes de que foi responsável desde os anos 1980, ficou provado que o traficante liderou um cartel que funcionava como uma empresa multinacional. A droga chegava aos Estados Unidos através de túneis, barcos e aviões.

Por razões de segurança, o júri escolhido pela justiça norte-americana permaneceu sob anonimato. El Chapo irá cumprir pena numa prisão de alta segurança, no Colorado.

Antes de ser condenado, Joaquin Guzman disse que lhe foi negado um julgamento justo acrescentando que o juiz não investigou completamente as alegações de má conduta do jurado.

"O meu caso foi manchado e você [o juiz] negou-me um julgamento justo quando o mundo inteiro estava a assistir", afirmou Guzman no tribunal, numa intervenção com direito a intérprete.

"Quando fui extraditado para os Estados Unidos, esperava ter um julgamento justo, mas o que aconteceu foi exatamente o oposto", sublinhou.

O julgamento do mediático líder do cartel mexicano de Sinaloa começou em novembro passado e terminou a 01 de fevereiro, depois de o Ministério público e a defesa de 'El Chapo' terem apresentado os respetivos argumentos finais.

Joaquin Guzmán, de 62 anos, é acusado de ter dirigido entre 1989 e 2014 o cartel de Sinaloa, que enviou para os Estados Unidos mais de 154 toneladas de cocaína e grandes quantidades de heroína, metanfetaminas e marijuana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de