Embaixada dos EUA alerta para ataques russos "nos próximos dias" e apela a americanos para deixarem a Ucrânia

Embaixada norte-americana lançou o alerta através de um comunicado.

A embaixada dos Estados Unidos na Ucrânia advertiu esta terça-feira que a Rússia pode atacar "nos próximos dias" infraestruturas civis e edifícios governamentais e recomendou aos cidadãos do país que "saiam da Ucrânia".

"O Departamento de Estado dispõe de informações de que a Rússia está a intensificar os esforços para lançar ataques contra infraestruturas civis e instalações governamentais" na Ucrânia "nos próximos dias", alertou a embaixada numa mensagem publicada no site, sem revelar mais detalhes.

A nota pede aos cidadãos americanos que "saiam da Ucrânia agora através dos meios de transporte terrestres privados disponíveis, se for seguro fazê-lo".

No alerta, a embaixada norte-americana reforça também as recomendações em caso de ataques e sublinha que a situação de segurança em toda a Ucrânia é "altamente volátil" e que "as condições podem deteriorar-se sem aviso prévio", pelo que "os cidadãos dos EUA devem permanecer vigilantes e tomar medidas apropriadas".

O conflito, iniciado em 24 de fevereiro com a invasão russa, completa seis meses na quarta-feira.

Após o recuo das forças russas dos arredores de Kiev no fim de março, os principais combates concentram-se no leste da Ucrânia, onde Moscovo avançou de maneira lenta até chegar a uma fase de estagnação, e no sul, onde as tropas ucranianas anunciaram uma contraofensiva lenta.

A Rússia, no entanto, continua a atacar com frequência as cidades ucranianas com mísseis de longo alcance, mas raramente apontam contra a capital e arredores.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de