Embaixada em Bissau pede aos portugueses que fiquem em casa

Em caso de emergência, a representação portuguesa pode ser contactada em +245 966990029 e +245 956802828.

A Embaixada de Portugal em Bissau recomendou esta terça-feira aos portugueses na Guiné-Bissau que fiquem em casa, tendo em conta o assalto militar ao Palácio do Governo e ao golpe de Estado em curso.

Num comunicado publicado nas redes sociais, a representação portuguesa "recomenda a todos os cidadãos portugueses residentes na Guiné-Bissau que, em virtude dos recentes acontecimentos, permaneçam em casa e aguardem novas informações".

Na mensagem, a instituição, que tem como embaixador José Rui Velez Caroço, avisa os cidadãos nacionais para que contactem a embaixada, "em caso de emergência", pelos seguintes números: +245 966990029 e +245 956802828.

Tiros de bazuca e rajadas de metralhadora foram ouvidos hoje junto ao palácio do Governo da Guiné-Bissau, onde decorria um Conselho de Ministros, com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro guineenses.

Estes incidentes na capital guineense junto ao palácio governamental decorrem dias depois de uma remodelação do executivo, decidida pelo Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, que foi contestada inicialmente pelo partido liderado pelo primeiro-ministro, Nuno Gomes Nabiam. Posteriormente, o líder do Governo disse que concordava com a remodelação feita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de