Empregos na economia verde podem triplicar em Espanha em dez anos

Serão gerados pelo menos meio milhão de empregos até 2030 em Espanha, já que aos postos de trabalho a criar na criação e distribuição energias renováveis se adicionarão os de outros setores, como o dos transportes, da construção e da agro-alimentação.

A economia verde é anualmente responsável por meio milhão de empregos em Espanha (2,5% da ocupação), número que pode triplicar nos próximos dez anos se se concretizarem os investimentos suficientes que requer a luta contra as alterações climáticas.

O diretor para Espanha da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Joaquin Nieto, assegurou numa entrevista à Efe que "na próxima década a criação de emprego verde será muito sustentada" e que os investimentos se multiplicarão, superando as previsões do plano nacional de energia e clima, que contempla 236 mil milhões de euros até 2030.

No seu conjunto, perspetivou, serão gerados pelo menos meio milhão de empregos até 2030 em Espanha, já que aos postos de trabalho a criar na criação e distribuição energias renováveis se adicionarão os de outros setores, como o dos transportes, da construção e da agro-alimentação.

Contudo, tendo em conta também a economia circular e a pretensão de adotar na União Europeia o "Green New Deal", um programa para a transição para uma economia de emissões nulas, o "efeito alavanca na geração de emprego elevará para um milhão os postos de trabalho criados nos próximos dez anos".

Nieto sublinhou que "Espanha tomou a tempo a transição energética e que desta vez não pode perder o processo de modernização produtiva".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de