Encontrada réplica de quadro de Da Vinci com 500 anos. Museu nem tinha dado conta do roubo

O quadro é uma réplica de "Salvator Mundi", de Da Vinci, que, em 2017, se tornou na obra mais cara de sempre a ser vendida em leilão.

Foi encontrada a réplica de um quadro do grande mestre do Renascimento, Leonardo da Vinci, com 500 anos. Uma recuperação importante, tal o valor e antiguidade da obra. O problema? É que o museu a que pertence nem tinha dado conta de que a obra estava desaparecida.

Tudo aconteceu na cidade de Nápoles, em Itália. A obra em causa é o quadro "Salvator Mundi", que faz parte da coleção do museu da Igreja de São Domingos Maior. Trata-se de uma réplica da obra de Leonardo da Vinci, que, em 2017, se tornou na pintura mais cara de sempre, ao ser vendida em leilão por mais de 450 milhões de dólares (mais de 370 milhões de euros). Acredita-se que a réplica terá sido pintada no início do século XVI, pelo pintor Giacomo Alibrandi.

O quadro foi agora encontrado pela polícia italiana num apartamento em Nápoles e devolvido ao museu, que não sabia que esta tinha sido roubada. O museu está encerrado há meses, devido à pandemia de Covid-19, e ninguém reportou o desaparecimento do quadro

"O quadro foi encontrado no sábado, graças a uma operação policial. Não havia nenhuma participação do caso, e, de facto, contactámos a igreja, que não sabia do desaparecimento, uma vez que a sala onde o quadro se encontrava não é aberta há três meses", adiantaram as autoridades de Nápoles, citadas pelo jornal The Guardian.

Foi detido um homem de 36 anos, dono do apartamento onde se encontrava o quadro, por suspeitas de posse de bens roubados.

A polícia está agora a investigar como a obra terá sido roubada, uma vez que não havia sinais de arrombamento da sala do museu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de