Erdogan rejeita proposta dos EUA de declarar cessar-fogo

O líder turco não quer terminar com a ofensiva turca contra as mílicas curdas, no nordeste da Síra. Os bombardeamentos já fizeram centenas de vítimas.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, rejeitou esta terça-feira de forma categórica uma proposta dos EUA de declaração de um cessar-fogo no norte da Síria, em declarações ao jornal Hurriyet.

"Eles estão a dizer-nos: 'Declarem o cessar-fogo'. Nós nunca poderemos declarar um cessar-fogo", disse a jornalistas no avião que o transportava no regresso do Azerbaijão, seis dias depois de a Turquia ter lançado uma ofensiva para afastar da sua fronteira os curdos da milícia das Unidades de Proteção do Povo (YPG).

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou hoje que o seu 'vice', Mike Pence, e o chefe da diplomacia dos EUA, Mike Pompeo, vão deslocar-se à Turquia na quarta-feira, para pressionarem a declaração de cessar-fogo.

"Nós queremos um cessar-fogo", insistiu Trump, que falou na segunda-feira com o seu homólogo turco, junto de quem defendeu o fim da ofensiva turca contra os grupos curdos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados