Ericsson paga mil milhões de dólares por corrupção

O grupo sueco estava acusado de pagar "luvas" em cinco países.

O grupo de materiais de telecomunicações sueco Ericsson aceitou pagar mil milhões de dólares (904 milhões de euros) no quadro de um acordo amigável, concluído com o Departamento de Justiças dos EUA.

O grupo sueco era acusado de pagar "luvas" em cinco países.

"A conduta corrupta da Ericsson envolveu dirigentes de topo, durante mais de 17 anos e em pelo menos cinco países, tudo isto para alimentar os seus lucros", denunciou Brian A. Benczkowski, diretor do departamento de Assuntos Criminais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de