"Erro humano" terá provocado queda de avião paquistanês que matou 97 pessoas

Investigação mostra que piloto do avião da Pakistan International Airlines não estava "focado" durante a aterragem.

Terá sido um "erro humano" a provocar a queda do avião da Pakistan International Airlines em maio em Karachi, a cidade com mais população do Paquistão, provocando a morte a 97 pessoas.

O relatório preliminar ao acidente mostra que o avião estava "100% apto para voar", não tendo sido registada qualquer "falha técnica".

"O piloto e o controlador aéreo não cumpriram as regras básicas", disse o ministro da aviação no país, Ghulam Sarwar Khan. Foram "negligentes" e demonstraram "excesso de confiança".

Durante a tentativa de aterragem do Airbus A320 "não estavam focados", em vez disso estavam a "conversar sobre o novo coronavírus", revelou a investigação conduzida por uma equipa constituída por autoridades paquistanesas, oficiais do governo francês e da indústria de aviação.

Apenas dois passageiros do voo PK-8303 que se destinava ao Aeroporto Internacional de Jinnah sobreviveram ao desastre.

O avião terá tentado aterrar duas ou três vezes antes de se despenhar numa área residencial perto do aeroporto, tendo destruído pelo menos cinco ou seis casas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de