Escola de Albufeira com crianças ucranianas e russas lança pombas para apelar à paz

Toda a comunidade escolar se juntou, vestida de branco, numa iniciativa que teve música, leitura de poemas e a largada de pombas.

Na entrada da escola há balões azuis e amarelos, as cores da bandeira ucraniana. A escola da Guia, no concelho de Albufeira vive um dia especial. "São lançadas 60 pombas a apelar ao mundo que a paz chegue rapidamente", explica a diretora do Agrupamento de escolas de Albufeira Poente.

"Não se justifica aquilo que está a acontecer na Ucrânia", lamenta Sérgia Medeiros, que junta no seu agrupamento muitos meninos ucranianos e alguns russos. No início da guerra viveram-se ali tempos difíceis. "Não foi fácil, quando apareceram as primeiras notícias os miúdos começavam a chorar ou isolavam-se", relata.

Desde o início do conflito, a escola já recebeu dois meninos refugiados mas prepara-se para receber mais. Por isso, a professora conta que estão a preparar estratégias para os acolher da melhor forma. Tanto na parte psicológica como na aprendizagem da lingua.

"Estamos a tomar todas as diligências para haver reforço no ensino da disciplina de português", refere. A escola tem também um gabinete de apoio ao aluno e à família, uma provedora do aluno migrante e serviços de psicologia.

A diretora do agrupamento salienta que, apesar de haver alunos russos no agrupamento, não há conflitos no meio escolar. Liuba, aluna russa, só quer que a guerra acabe. Por enquanto, não se sentiu discriminada devido à sua nacionalidade. "Felizmente, os meus amigos apoiam-me. Tenho amigos ucranianos e não discutimos", garante. No entanto, sabe que " há pessoas que estão a ter problemas", mas espera que essa situação se resolva rapidamente.

Cecilia Aleksandra, menina ucraniana, traz no cabelo uma coroa de flores tão típica do seu país. Pintada na cara tem uma bandeira ucraniana. O seu ódio não se dirige ao povo russo. "Nós somos povos irmãos, eu estou apenas contra o Putin. Tenho amigas russas e não me importo", assegura.

Durante a cerimónia, além da largada de pombas, houve música e leitura de poemas apelando à paz.

ACOMPANHE AQUI O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de