Espanha regista 36 435 novos casos e 591 mortes por Covid-19

Autoridades sanitárias também contabilizaram mais 591 mortes nas últimas 24 horas atribuídas à Covid-19, passando o total de óbitos para 56 799.

A Espanha registou esta terça-feira 36 435 casos de Covid-19, elevando para 2 629 817 o total de infetados até agora no país, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol.

As autoridades sanitárias também contabilizaram mais 591 mortes nas últimas 24 horas atribuídas à Covid-19, passando o total de óbitos para 56 799.

O nível de incidência acumulada (pessoas contagiadas) em Espanha continua a aumentar, passando de segunda para terça-feira de 885 para 894 casos diagnosticados por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as da Comunidade Valenciana (1423), Castela e Leão (1377), Múrcia (1382), Extremadura (1330), La Rioja (1300) e Castela-Mancha (1255).

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais 3710 pessoas com a doença, das quais 684 na Andaluzia, 657 na Comunidade Valenciana, 546 em Madrid e 450 na Catalunha.

Em todo o país há 30 815 pessoas hospitalizadas com a Covid-19, o que corresponde a 24% das camas, das quais 4433 pacientes em unidades de cuidados intensivos, 41% das camas desse serviço.

O Ministério da Saúde também informou esta terça-feira que há 267 casos confirmados em Espanha da variante detetada no Reino Unido da Covid-19 e alertou para o aumento "significativo" que está a ser encontrado em algumas comunidades autónomas, "onde também tem havido transmissão secundária".

A Espanha decidiu esta terça-feira prolongar, pela terceira vez, até 16 de fevereiro próximo as limitações à chegada de aviões e barcos vindos do Reino Unido, devido à situação epidemiológica naquele país e à variante da Covid-19 ali detetada.

Os voos entre os aeroportos do Reino Unido e Espanha, com ou sem paragens intermédias, "só podem ser efetuados quando são aviões que transportam exclusivamente nacionais espanhóis ou andorranos, ou residentes em Espanha ou Andorra", explicou em conferência de imprensa o Ministro da Saúde, Salvador Illa, no final do Conselho de Ministros.

Este foi a última aparição pública de Illa neste cargo, visto ter abandonado o lugar para se apresentar como cabeça de lista do Partido Socialista da Catalunha (PSC, a marca nesta região do PSOE nacional) às eleições naquela comunidade autónoma que tem lugar a 14 de fevereiro próximo.

Salvador Illa é substituído no lugar pela atual ministra da Política Territorial, Carolina Darias, que, por sua vez, foi substituída pelo primeiro secretário do PSC, Miquel Iceta.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2 140 687 mortos resultantes de mais de 99,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 11 012 pessoas dos 653 878 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de