EUA começam a distribuir 30 mil doses de anticorpos experimentais

O medicamento não pode ser usado em doentes graves, hospitalizados ou que precisem de oxigénio extra.

A administração norte-americana começará na terça-feira a distribuir 30 mil doses de anticorpos experimentais para combater a Covid-19, os mesmo que Donald Trump recebeu em outubro, quando esteve infetado com o novo coronavírus.

No domingo, a Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) concordou em permitir o uso do medicamento para pessoas com sintomas leves a moderados de infeção pelo novo coronavírus, mas que têm um elevado risco de desenvolver outras doenças graves, pela idade avançada ou outras condições médicas.

O anticorpo não está autorizado para ser usado em doentes graves, hospitalizados ou que precisem de oxigénio extra.

Os anticorpos ligam-se ao vírus e ajudam o sistema imunológico a eliminá-lo. O medicamento Regeneron é uma combinação de dois anticorpos que pareceram funcionar bem em testes de laboratório.

A autorização urgente da FDA permite o uso limitado de um medicamento enquanto os estudos prosseguem para testar a sua segurança e eficácia. Os primeiros resultados sugerem que está a reduzir a hospitalização relacionada a Covid-19 ou as visitas aos centros de saúde.

Os medicamentos são administrados como tratamento único por via intravenosa. Por enquanto os medicamentos serão fornecidos gratuitamente, embora os doentes possam ter que pagar parte do custo do tratamento intravenoso.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.388.590 mortos resultantes de mais de 58,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de