EUA compram toda a produção mundial de fármaco para combate à Covid-19

EUA compraram toda a produção mundial de Remdesivir para os próximos três meses. Assim que os stocks locais esgotarem, o resto do mundo não terá acesso a este medicamento.

O Remdesivir foi o primeiro fármaco aprovado pelas autoridades de saúde norte-americanas para o novo corona vírus. O medicamento não combate diretamente a doença, antes acelera o processo de recuperação dos doentes, permitindo assim que as camas nos Cuidados Intensivos fiquem disponíveis mais rapidamente.

As primeiras 140 mil doses, disponibilizadas em todo o mundo estão a chegar ao fim. A administração Trump comprou agora mais de 500 mil doses, o que representa a totalidade da produção de julho e 90% de agosto e setembro.

O medicamento é produzido pela farmacêutica Gilead. O secretário de Estado norte-americano para a saúde, Alex Azar, já comentou a compra dizendo que " o presidente Trump conseguiu um negócio espantoso ao garantir que os americanos tenham acesso ao primeira terapêutica autorizada para a Covid-19".

Num artigo do jornal britânico The Guardian, vários peritos sublinham que esta aquisição por parte dos Estados Unidos é indiciadora de que aquele país pode fazer o mesmo quando for criada uma vacina contra a doença, deixando o resto do mundo de mãos a abanar.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de