EUA e China aceitam fazer uma trégua na guerra comercial

Os dois países decidiram relançar as negociações para resolver as divergências sobre os direitos alfandegários.

A cimeira do G20 terminou em Osaka com uma pausa na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.

Os dois países decidiram relançar as negociações para resolver as divergências sobre os direitos alfandegários.

Donald Trump anunciou este sábado de manhã que as empresas americanas vão poder vender produtos à Huawei, umas da empresas que está na lista negra dos Estados Unidos

O presidente norte-americano deixou também a promessa de não impor novas tarifas às exportações chinesas.

"Vamos continuar a negociar. E eu prometo que, nesta altura, não vamos aumentar as tarifas à China. Não vamos aplicar um valor adicional e tremendo de 300 mil milhões de dólares. Não faremos isso. Vamos trabalhar com a China a parti do ponto em que ficámos e ver se conseguimos chegar a um acordo", explicou Donald Trump no final da cimeira.

Em contrapartida, a China compromete-se a importar bens alimentares dos EUA.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados