EUA retomam contactos militares com Rússia para evitar escalada

O chefe do Estado-Maior dos EUA indicou que este é um passo "significativo" e que "vale a pena", sublinhando que o seu país continua "comprometido" no seu apoio à Ucrânia.

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, general Mark Milley, disse esta segunda-feira que o seu país retomou contactos com a Rússia, no campo militar, para evitar uma escalada entre os dois países.

Milley fez a revelação durante uma conferência de imprensa conjunta com o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, após uma reunião virtual com autoridades de 47 países aliados, para discutir a assistência militar à Ucrânia.

O general explicou que tanto ele como o chefe do Pentágono estão focados em controlar riscos e em evitar uma possível escalada com a Rússia, nomeadamente através da retoma de "comunicações a nível militar", incluindo telefonemas com altos responsáveis militares russos.

O chefe do Estado-Maior dos EUA indicou que este é um passo "significativo" e que "vale a pena", sublinhando que o seu país continua "comprometido" no seu apoio à Ucrânia.

Washington tem apoiado Kiev com assistência militar e humanitária para combater a invasão russa iniciada em 24 de fevereiro.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de