Ex-ministro da Justiça chinês condenado à pena de morte por corrupção

Fu Zhenghua declarou-se culpado de abuso de poder nos cargos de ministro e chefe da polícia de Pequim.

Um ex-ministro da Justiça chinês foi condenado a pena de morte, suspensa por dois anos, por ter aceitado subornos e ajudado criminosos, incluindo o seu irmão, a esconder atividades ilegais, informou esta quinta-feira a televisão estatal chinesa.

Fu Zhenghua, de 67 anos, declarou-se culpado de abuso de poder nos cargos de ministro e chefe da polícia de Pequim, entre 2005 e 2021, para ocultar crimes cometidos pelo seu irmão e outras pessoas, segundo a CCTV.

Em troca, Fu recebeu dinheiro e propriedades no valor de 117 milhões de yuans (cerca de 17 milhões de euros), detalhou o jornal oficial em língua inglesa China Daily.

A imprensa chinesa não detalhou quais crimes foram cometidos pelo irmão de Fu, Fu Weihua.

O antigo ministro vai ser condenado a prisão perpétua sem liberdade condicional, se a sua sentença for comutada, apontou a CCTV.

Desde que assumiu a liderança do Partido Comunista Chinês, em 2012, Xi lançou uma vasta campanha anticorrupção, que resultou na punição de altos cargos do Partido, líderes de empresas e organizações públicas, ou oficiais superiores do exército.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de