Explosão de dois carros-bomba no nordeste da Síria provoca seis mortos

A primeira explosão, que ocorreu perto de um mercado da cidade fronteiriça de Ras al-Ain, matou cinco pessoas, incluindo duas crianças, sendo que pelo menos três dos mortos eram civis.

Seis pessoas morreram este sábado na sequência da explosão de dois carros-bomba em áreas diferentes do nordeste da Síria, controlado pela Turquia, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

A primeira explosão, que ocorreu perto de um mercado da cidade fronteiriça de Ras al-Ain, matou cinco pessoas, incluindo duas crianças, sendo que pelo menos três dos mortos eram civis, adiantou a organização humanitária.

O Observatório acrescentou ainda que outras quatro pessoas ficaram feridas, algumas das quais estão em estado grave.

Mais tarde, um carro-bomba explodiu em Jindires, na região de Afrin, matando um civil e ferindo outras nove pessoas, incluindo duas crianças.

O Ministério da Defesa da Turquia confirmou a morte de duas crianças na explosão em Ras al-Ain (fronteira da Síria com a Turquia) e de dois civis feridos.

O ministério atribuiu o ataque às Unidades de Proteção do Povo (UPP), a principal milícia curda da Síria, acusada por Ancara de ter ligações ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que tem conduzido uma guerra violenta em solo turco desde 1984, tendo matado 40 mil pessoas.

Ras al-Ain é controlado pelas forças turcas com a ajuda de guerrilheiros sírios desde uma ofensiva lançada por Ancara no norte da Síria, em outubro de 2019, para expulsar o UPP.

A ofensiva de Ancara permitiu-lhe assumir o controlo de uma faixa de território na fronteira com 120 km de comprimento e cerca de 30 km de largura, que se estende entre as cidades de Tal Abyad e Ras al-Ain.

A guerra na Síria provocou mais de 387 mil mortos e milhões de refugiados desde que começou, em 2011, com a repressão brutal de protestos contra o governo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de