Fogos florestais na Califórnia obrigam à retirada de 180 mil pessoas

Os bombeiros dizem estar preocupados que o vento transporte faúlhas que permitam ao incêndio alastrar-se ao outro lado da autoestrada.

Cerca de 180 mil pessoas receberam ordem para abandonar as suas casas devido aos incêndios florestais que, em consequência dos ventos fortes, ameaçam a região vinícola no norte do estado da Califórnia, disseram este domingo as autoridades locais.

A polícia do condado de Sonoma escreveu este domingo na rede social Twitter que esta é a maior evacuação que algum elemento da força de segurança se consegue lembrar, escreve a agência Associated Press.

A ordem de evacuação foi significativamente alargada durante a noite a parte da cidade de Santa Rosa, com 175 mil pessoas, que foi fortemente atingida há dois anos por um incêndio florestal que destruiu milhares de casas e matou 22 pessoas.

Os bombeiros dizem estar preocupados que o vento transporte faúlhas que permitam ao incêndio alastrar-se ao outro lado da autoestrada, chegando aos centros das localidades.

A Califórnia está a ser assolada por ventos fortes que têm potenciado o alastrar dos incêndios e dificultado o trabalho dos bombeiros, que há quatro dias tentam controlar o incêndio na região vinícola do norte do estado.

A maior companhia elétrica do estado cortou este domingo a energia a 2,3 milhões de pessoas para prevenir o começo de novos incêndios.

Os bombeiros dizem que o incêndio, apelidado de fogo Kincade, que começou na quarta-feira à noite, já queimou pelo menos 40 milhas quadradas (mais de 10 mil hectares) de território e está apenas contido em 11% da sua extensão.

Os serviços meteorológicos norte-americanos registaram rajadas de vento superiores a 140 quilómetros por hora na manhã deste domingo em Healdsburg Hills North, uma zona turística popular na região vinhateira da Califórnia.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados