Forte explosão destrói hotel centenário em Havana. Há 18 mortos, 64 feridos e 13 desaparecidos

Edifício do século XIX ficou parcialmente destruído. Presidente cubano deslocou-se ao local e avança que a causa da explosão foi uma fuga de gás.

Uma forte explosão destruiu esta sexta-feira parcialmente o hotel Saratoga, no centro de Havana, capital de Cuba. O Presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, deslocou-se ao local e, nas redes sociais, avança que "investigações preliminares apontam para uma fuga de gás".

De acordo com a Presidência cubana, o acidente provocou pelo menos 18 mortos e mais de 30 pessoas foram hospitalizadas. As autoridades avançam que mais de uma dezena de pessoas estão desaparecidas.

Segundo a imprensa cubana, uma escola nas imediações do hotel "foi evacuada".

As equipas de emergência estão no local e um número indeterminado de feridos foi já encaminhado para unidades hospitalares. A polícia montou um perímetro de segurança no local.

O hotel Saratoga é de cinco estrelas e um dos mais luxuosos da capital cubana.

A Presidência de Cuba abriu uma investigação para apurar as causas da explosão.

Notícia atualizada às 00h40

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de