França e Reino Unido chegam a acordo para reabrir fronteiras

Cidadãos franceses, residentes estrangeiros em França e alguns profissionais vão poder atravessar a fronteira entre os territórios.

França vai autorizar, a partir desta quarta-feira, o regresso de algumas pessoas provenientes do Reino Unido, mas apenas com um teste para detetar o SARS-CoV-2 que seja negativo nas 72 horas anteriores, foi esta terça-feira anunciado.

A autorização vai permitir o regresso de cidadãos franceses e de outros países europeus que estejam a voltar do Reino Unido, cidadãos britânicos e de outras nações que residam habitualmente em França ou em outros países europeus e também pessoas que tenham de "fazer viagens essenciais", indicou o gabinete do primeiro-ministro francês, Jean Castex, citado pela France-Presse (AFP).

Contudo, as pessoas que queiram regressar vão estar "sistematicamente sujeitas à obrigação de ter, antes da partida, o resultado negativo de um teste [à presença do SARS-CoV-2] inferior a 72 horas".

São aceites testes de reação em cadeia da polimerase (PCR, na sigla inglesa) ou antigénio, desde que sejam sensíveis a estirpe deste coronavírus que foi detetada em território britânico.

Vários países da União Europeia (UE) suspenderam as ligações com o Reino Unido depois de identificada uma estirpe do SARS-CoV-2 que pode ser até 70% mais contagiosa.

Portugal optou por possibilitar a chegada de voos provenientes do Reino Unido apenas para cidadãos portugueses ou residentes em Portugal, no entanto, é exigido um teste para detetar o vírus que seja negativo.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de