França vai vetar acordo pós-Brexit que não atenda os seus interesses

Secretário de Estado francês para os Assuntos Europeus reconheceu que existe "o risco" de que a negociação entre Bruxelas e Londres termine sem acordo, embora garanta que esse não é o cenário preferido pela França.

A França vai vetar um acordo comercial pós-Brexit com o Reino Unido se não forem atendidos os seus interesses, nomeadamente na área das pescas, disse esta sexta-feira o secretário de Estado francês para os Assuntos Europeus, Clément Beaune.

"Se for apresentado um acordo que não seja bom, de acordo com nossa análise, e não corresponder aos nossos interesses, vamos opor-nos", explicou, numa entrevista à rádio Europe 1.

Beaune reconheceu que existe "o risco" de que a negociação entre Bruxelas e Londres termine sem acordo, embora garanta que esse não é o cenário preferido pela França.

Questionado sobre a possibilidade de recorrer ao veto, o secretário de Estado francês lembrou que esse é um direito de todos os países e que, se houver um acordo, a França "fará a sua própria avaliação", sublinhando que "não será aceite um acordo com más condições".

Um dos principais pontos de atrito dos europeus com os britânicos são os direitos de pesca nas águas do Reino Unido, uma questão particularmente delicada para a França, sobretudo nos portos de pesca da sua costa atlântica.

O primeiro-ministro, Jean Castex, esteve na quinta-feira no porto de Boulogne-sur-Mer, onde afirmou que a pesca francesa não deve ser "sacrificada como variável de ajustes" nas discussões do Brexit.

As negociações de um acordo pós-Brexit entre a União Europeia e o Reino Unido, que foram retomadas no sábado em Londres, enfrentam ainda três pontos de desacordo: o acesso dos pescadores europeus às águas britânicas, as garantias exigidas em Londres em termos de concorrência e a forma de resolver os diferendos no futuro acordo.

Os negociadores estão sob crescente pressão temporal, já que a retirada final do Reino Unido da União Europeia acontece em 31 de dezembro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de