Funcionários embriagados e vinho tinto na parede. Veja o relatório das festas em Downing Street

Documento redigido por Sue Gray revela 16 festas, incluindo uma que serviu para assinalar o aniversário do primeiro-ministro britânico. Conheça aqui todo o documento.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson renovou, esta quarta-feira, os pedidos de desculpas sobre as festas que decorreram em Downing Street enquanto estava em vigor um período de confinamento devido à Covid-19, mas mantém a recusa em demitir-se devido ao caso.

O relatório elaborado por Sue Gray, encarregada de investigar o sucedido pelo próprio Governo, foi publicado esta manhã e revela que aconteceram 16 festas e encontros, algumas delas pela madrugada fora, em que chegaram a ser registados vómitos por parte dos funcionários, bem como pelo menos uma briga entre estes.

Estes eventos - considerados ilegais - ocorreram nos períodos mais críticos da pandemia e estavam proibidas pelas regras de combate à Covid-19. No mesmo documento chega a ler-se que as "paredes de Downing Street estiveram manchadas de vinho tinto" e nem a festa de aniversário de Boris Johnson escapou ilesa.

"A 19 de junho de 2020, vários indivíduos reuniram-se no Gabinete do número 10 de Downing Street para desejar ao primeiro-ministro um feliz aniversário. Foram disponibilizadas comida e bebidas alcoólicas e não alcoólicas, organizadas com antecedência nessa manhã. O evento durou 20 a 30 minutos", lê-se no documento oficialmente divulgado.

LEIA AQUI O RELATÓRIO NA ÍNTEGRA

Embora não soubesse da existência desta festa - por tratar-se de uma surpresa - Boris Johnson esteve presente durante toda a duração do evento, das 14h25 às 14h45. "Os presentes consumiram comida e bebidas, alguns beberam álcool. Há fotografias do evento", que podem ser vistas abaixo:

Confrontado com as informações divulgadas no relatório, Boris Johnson mostrou-se "grato por ter ajudado" e assinalou que Sue Gray "identificou algumas falhas, algumas oficiais, algumas políticas e algumas pelas quais aceito a minha total responsabilidade".

"Estou consciente do que aconteceu e renovo as minhas desculpas, do fundo do coração, pela reunião que tive no gabinete no dia 19 de junho de 2020, o dia do meu aniversário, pela qual, aliás, recebi uma multa", ressalvou o líder do Governo britânico.

Mantendo a narrativa de que esta e outras festas fizeram parte do trabalho como primeiro-ministro, Johnson pediu desculpa pelo comportamento dos funcionários que foram observados embriagados.

"Foram eventos de trabalho, que faziam parte do meu trabalho. De resto, sei que as coisas não aconteceram bem da forma como eu queria, tudo aconteceu de outra forma. O que aconteceu com os empregados de limpeza foi inaceitável e com os agentes de segurança foi totalmente inaceitável", lamentou, referindo-se a funcionários que, segundo o relatório, foram vítimas de "falta de respeito e mau tratamento".

"Já pedi desculpa por isso e já o fiz pessoalmente", garantiu.

Sobre a permanência de vários funcionários em Downing Street, Johnson assinalou que o regulamento permitia que estivessem na residência oficial - que é também "o quartel-general do Governo" -, onde trabalham "centenas de pessoas que suportam os serviços do primeiro-ministro".

"O regulamento permite que continuem nos seus escritórios, para efeitos de trabalho, durante o confinamento. Sue Gray descreve que estiveram a trabalhar durante horas em condições difíceis, mas estes foram os funcionários que criaram o programa de testes da Covid-19 por toda a Europa e também o programa de vacinas que ajudou a salvar milhares de vidas", defendeu.

No relatório, Sue Gray refere também várias trocas de e-mails em que os funcionários falavam abertamente de esconder as festas da comunicação social.

"Muitos ficarão consternados por este tipo de comportamento ter tido lugar, a esta escala, no coração do Governo. O público tem o direito de esperar os mais altos padrões de comportamento em locais como este e, claramente, o que aconteceu ficou muito aquém disso", escreve a investigadora numa das conclusões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de