Furacão Fiona causa danos de pelo menos 390 milhões de euros na República Dominicana

O chefe de Estado dominicano pediu que fosse declarado o estado de emergência durante 45 dias em 12 províncias.

Os danos causados pelo furacão Fiona na República Dominicana ultrapassam os 20 mil milhões de pesos (390 milhões de euros), indicou uma estimativa preliminar, apresentada na segunda-feira pelo Presidente do país, Luis Abinader.

Numa conferência de imprensa acompanhada por uma grande parte dos membros do Governo, Abinader afirmou que o mais difícil será avaliar os danos causados no setor agrícola, gravemente afetado, tendo já sido prometidas "medidas enérgicas" para ajudar a normalizar o mais rapidamente a produção e as explorações.

Face ao cenário de destruição, na sequência da passagem do Fiona há uma semana, o chefe de Estado dominicano pediu que fosse declarado o estado de emergência durante 45 dias em 12 províncias, para acelerar as ações de recuperação.

A medida foi já aprovada na Câmara dos Deputados e vai passar para o Senado.

Os serviços energéticos estão restaurados a 97% nas áreas mais afetadas e os serviços hídricos a 91%, com 67 aquedutos já operacionais e 14 fora de serviço, o que afeta mais de 109 mil clientes.

Em termos de habitação, Abinader disse que até à data foram reconstruídas cerca de 4.650 casas, o que representa aproximadamente 53% das danificadas. Foram distribuídos centenas de milhares de bens alimentares, bem como eletrodomésticos, colchões e 'kits' de emergência.

Todo o serviço de saúde está a funcionar e as escolas estão a funcionar a 40% nas regiões atingidas, tendo sido restabelecida a circulação em 92% nas estradas locais e nas estradas secundárias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de