Furacão Ida atinge Cuba pela segunda vez no mesmo dia

Mais de dez mil pessoas foram retiradas da zona e o fornecimento de eletricidade cortado, preventivamente. Na capital cubana, próxima desta província, os transportes públicos foram suspensos e milhares de pessoas retiradas.

O furacão Ida voltou, na sexta-feira à noite, a atingir Cuba, na costa Sul da província de Pinar del Rio, no Oeste do país, anunciou o serviço meteorológico local.

O Ida tinha já atravessado a ilha da Juventude, ao sul da principal ilha de Cuba, ao início da tarde de sexta-feira, mas os ventos e as chuvas apenas causaram pequenos estragos na agricultura e em habitações.

Aquela província é atualmente o centro de um surto da Covid-19 na ilha, onde o sistema de saúde foi abalado por um aumento de casos, nas últimas semanas.

O Ida, de categoria 1, regista ventos sustentados de 130 quilómetros por hora (km/h) e desloca-se para noroeste a uma velocidade de 24 km/h, de acordo com o Instituto de meteorologia de Cuba (INSMET).

Nas imagens transmitidas pela televisão era possível ver dezenas de árvores caídas e a forte agitação marítima. Mais de dez mil pessoas foram retiradas da zona e o fornecimento de eletricidade cortado, preventivamente.

Na capital cubana, próxima desta província, os transportes públicos foram suspensos e milhares de pessoas retiradas.

De acordo com as previsões, o Ida atingirá o estado da Luisiana, no domingo, altura em que poderá passar da categoria 1 à 4, numa escala de 5, e ser "extremamente perigoso", indicou o último boletim do Centro de Furacões norte-americano (NHC, sigla em inglês).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de