Furacão Ida causa danos "catastróficos" no Louisiana. Mortes devem aumentar "consideravelmente"

A principal cidade do Louisiana, Nova Orleães, continua sem energia quase 24 horas depois de o furacão ter atingido a costa do estado.

O número de mortos devido ao furacão Ida deve aumentar "consideravelmente". O alerta é do governador do Louisiana, que relatou esta segunda-feira danos "catastróficos" causados pela passagem do ciclone de categoria 4 por esta região do sul dos Estados Unidos.

A principal cidade do Louisiana, Nova Orleães, continua sem energia quase 24 horas depois de o furacão ter atingido a costa do estado, exatamente 16 anos após o Katrina ter devastado esta região.

"A maior preocupação é que ainda estamos a realizar buscas e resgates e temos pessoas em todo o sudeste do Louisiana que estão em lugares de difícil acesso", disse o governador da Louisiana, John Bel Edwards, ao programa norte-americano "Today", citado pela AFP.

Até agora, foi confirmada uma morte, mas Edwards espera que o número de mortos aumente "consideravelmente".

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou situação de desastre para os estados do Louisiana e do Mississípi. O general Hank Taylor adiantou que mais de 5200 funcionários do Exército, da agência federal de gestão de emergências e da Guarda Nacional foram enviados aos estados do Louisiana, Mississípi, Texas e Alabama para responder à emergência.

O Centro Nacional de Furacões emitiu avisos de tempestade e frio para algumas partes do sudeste do Louisiana, do sul do Mississípi e do sul do Alabama, enquanto o furacão se move para o nordeste. De acordo com as previsões, a tempestade deve mover-se agora para o interior e atingir o oeste e centro do Mississípi, antes de atravessar os Estados Unidos em direção ao Atlântico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de