Gás natural sobe 29% para 113 euros por MWh

Esta matéria-prima subiu 52% esta semana, durante a qual a situação na Ucrânia se deteriorou gradualmente, culminando com a invasão russa.

O gás natural TTF (Title Transfer Facility) para entrega em março subiu esta quinta-feira 29% no mercado holandês para mais de 100 euros por megawatt hora (MWh), depois de a Rússia ter invadido a Ucrânia esta quinta-feira de madrugada.

Segundo dados da Bloomberg, às 08h30 em Lisboa, o gás natural estava a cotar-se a 113 euros por MWh, mais 29,14% do que no fecho de quarta-feira, embora no início das negociações tenha atingido 118 euros.

Esta matéria-prima, que não tinha excedido 100 euros desde 07 de janeiro, subiu 52% esta semana, durante a qual a situação na Ucrânia se deteriorou gradualmente, culminando com a invasão russa.

No final de 2021, o gás natural atingiu níveis recorde (180 euros por MWh) numa altura em que a tensão na Ucrânia já era evidente e vários países apontavam o dedo à Gazprom por reduzir os fluxos de gás através do gasoduto que atravessa o país para a Europa, algo que Moscovo sempre negou e argumentou que se tratava de uma estratégia comercial.

Para além do impacto na indústria e nas famílias que a utilizam para aquecimento e outros serviços, o aumento dos preços do gás natural é a causa do aumento dos preços da eletricidade nos mercados grossistas em toda a Europa.

ACOMPANHE AQUI A ESCALADA DE TENSÃO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de