Greta Thunberg: "Nós, os jovens, somos imparáveis"

A jovem ativista discursou na Cimeira da Ação Climática para a Juventude, ao lado de António Guterres.

A jovem ativista sueca Greta Thunberg afirmou hoje, em Nova Iorque, que os jovens estão unidos e que ninguém os irá parar na luta global contra a crise climática e em defesa do planeta.

Greta Thunberg fez a declaração na abertura da Cimeira da Ação Climática para a Juventude, acompanhada de quatro outros jovens ativistas e ao lado do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres.

"Mostrámos que estamos unidos e que nós, os jovens, somos imparáveis", disse Greta Thunberg a propósito da marcha global pelo planeta realizada na sexta-feira e que mobilizou centenas de milhares de jovens em vários países.

Hoje, na abertura da cimeira, os quatro jovens ativistas - Greta Thunberg, Bruno Rodríguez, Wanjuhi Njoroge e Komal Karishma Kumar - criticaram a inação dos líderes políticos em concretizar uma mudança de comportamento face à crise climática e garantiram que vão continuar a reivindicar nas ruas.

Entre as exigências em cima da mesa nessa cimeira está a angariação de verbas para um fundo de apoio aos países mais desfavorecidos, que não têm recursos para se adaptarem às alterações climáticas e a uma transição para energia verde.

Na mesma sessão de abertura, o secretário-geral da ONU admitiu que existe um "conflito sério entre pessoas e natureza" e que o mundo precisa de um novo modelo de desenvolvimento, ligado às alterações climáticas, que garanta justiça e igualdade entre as pessoas, mas também uma relação boa entre a população e o planeta.

A marcha global de sexta-feira deu o tiro de partida para uma semana de mobilizações e greves, designada Greve Climática Global, que vai decorrer de 23 a 27 de setembro e coincidir com a Cimeira da Ação Climática, convocada por António Guterres.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de