Guardia Civil detém 30 imigrantes em operação no porto de Ceuta

Detidos são imigrantes marroquinos que conseguiram entrar na cidade a 17 e 18 de maio e vivem na rua desde então.

A Guardia Civil espanhola deteve esta quarta-feira 30 imigrantes marroquinos -- entre os quais vários menores -- que estavam escondidos no paredão do porto de Ceuta, numa zona de acesso restrito, com a intenção de tentar entrar ilegalmente numa embarcação.

Segundo fontes policiais citadas pela agência noticiosa espanhola Efe, a operação foi realizada com a colaboração da polícia portuária nos quebra-mares de Alfau e Benítez, a partir das 08h00 locais (07h00 em Lisboa).

A Guardia Civil indicou que os detidos são imigrantes marroquinos que conseguiram entrar na cidade a 17 e 18 de maio e vivem na rua desde então.

Os imigrantes escondem-se habitualmente nos quebra-mares portuários, em áreas de acesso restrito, com a ideia de entrar em alguma das embarcações que realizam abastecimento de combustível nas imediações, para chegarem à Península Ibérica.

A delegada do Governo, Salvadora Mateos, já anunciou ao grupo de trabalhadores das empresas do setor portuário que vão ser tomadas medidas para minorar a presença de migrantes no porto de Ceuta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de