Guterres diz que guerra "é absurdo", Suécia e Finlândia serão "recebidas de braços abertos" na NATO e outros destaques TSF

O secretário-geral da ONU esteve em Borodianka, Bucha e Irpin. António Guterres tem ainda encontro marcado com Zelensky durante a tarde desta quinta-feira.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse esta quinta-feira que "uma guerra no século XXI é um absurdo", à chegada a Borodianka, nos arredores da capital ucraniana. Os ucranianos desta localidade acusam os russos de terem cometido crimes durante a ocupação da região em março.

Ainda durante este dia, Guterres vai encontrar-se em Kiev com Volodymyr Zelensky. A embaixadora ucraniana em Lisboa, Inna Ohnivets, espera que o líder das Nações Unidas fique ao lado da Ucrânia.

Do lado da NATO, o secretário-geral reiterou que a Suécia e Finlândia serão "recebidas de braços abertos" caso decidam aderir à Aliança Atlântica e deplorou a "intimidação e ameaças" da Rússia para que os dois países não se juntem à organização.

Forças da Ucrânia dispararam mísseis e foguetes contra a cidade de Kharkiv, no sul do país, atualmente controlada por tropas da Rússia. A agência estatal russa RIA Novosti disse que forças ucranianas, situadas a noroeste da segunda maior cidade da Ucrânia, bombardearam Kharkiv.

Já a Rússia disse ter destruído "uma grande quantidade de armamento" fornecido por países ocidentais à Ucrânia, uma afirmação desmentida pelas autoridades ucranianas. O Ministério da Defesa russo afirmou que "camiões com uma grande quantidade de armas e munições estrangeiras, entregues às forças ucranianas pelos Estados Unidos e países europeus, foram destruídos com mísseis Kalibr disparados do mar contra uma fábrica de alumínio em Zaporijia".

Por cá, um grupo de subscritores vai entregar ao presidente da Assembleia da República uma petição com mais de 100 mil assinaturas, a pedir legislação que converta a violação em crime público.

O primeiro-ministro abre o debate parlamentar da proposta de Orçamento para 2022, em que a principal questão política relaciona-se com a amplitude das mudanças que a maioria absoluta socialista está disponível para introduzir na especialidade. O debate vai ser acompanhado em direto na TSF e em tsf.pt.

Na opinião de Paulo Rangel, "a inflação é um fator que o Governo não teve em conta neste Orçamento", o primeiro em maioria absoluta desde o Executivo de José Sócrates, em 2009. Em declarações à TSF, o eurodeputado do PSD acredita que essa falha pode deixar "uma margem muito grande para os partidos da oposição proporem medidas alternativas e para mostrarem à opinião pública e ao eleitorado que há soluções diferentes" à da maioria socialista.

O uso do preservativo por parte dos jovens baixou nos últimos 14 anos. É esta a conclusão de um estudo que é apresentado pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, em conjunto com a Associação para o Planeamento da Família e o Centro Lusíada de Investigação em Serviço Social.

Um grupo de paleontólogos descobriu, no sul da Argentina, os restos de um enorme predador carnívoro, que teria entre nove a dez metros de comprimento, considerado um dos últimos dinossauros antes da extinção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de