Há 180 mil pessoas em isolamento no sudeste chinês devido à Covid-19

O número de pessoas em isolamento domiciliar na capital de Guangdong, província que faz fronteira com Macau e Hong Kong, fixou-se assim nas 180 mil.

As autoridades chinesas colocaram esta sexta-feira mais dois bairros em Cantão em quarentena, com entradas e saídas interditas, aumentando para 180 mil o número de pessoas em isolamento após ter sido detetado um surto na cidade.

O Centro de Prevenção e Controlo de Doenças de Cantão ordenou o isolamento completo da Comunidade Baihedong (3,1 quilómetros quadrados e 74.442 habitantes) e da Comunidade Dongnao (4,4 quilómetros quadrados e 63.997 habitantes), no distrito de Liwan.

Os habitantes das duas comunidades "devem seguir as regras de isolamento domiciliar", lê-se no comunicado.

Todas as carreiras de autocarros na área de Fangcun, no distrito de Liwan, foram suspensas. Estações de metro em áreas de alto risco também foram fechadas. As entradas e saídas das rodovias nas áreas isoladas estão abertas apenas aos veículos com autorização para circular.

O número de pessoas em isolamento domiciliar na capital de Guangdong, província que faz fronteira com Macau e Hong Kong, fixou-se assim nas 180 mil.

Cantão, cidade com 15 milhões de habitantes, realizou já um total de 7.817.600 testes de ácido nucleico.

A cidade detetou dezenas de infeções locais desde 21 de maio passado, situação que levou as autoridades locais a impor, esta semana, restrições à circulação interna de pessoas, ao ditar que quem quiser sair da província deve fazer um teste à Covid-19, e a isolar bairros inteiros.

Desde o início da pandemia de Covid-19, o país registou 91.194 casos da doença e 4.636 mortos.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 3.693.717 mortos no mundo, resultantes de mais de 171,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de