"Há condições para eleições presidenciais com normalidade" na Guiné-Bissau

João Cravinho defende "normalidade" do processo eleitiral, mas lembra que nenhum país conquista a sobrania sozinho.

O ministro da Defesa Nacional acredita que há condições para que as eleições presidenciais na Guiné-Bissau decorram com normalidade.

João Gomes Cravinho participa esta segunda-feira no 6.º Fórum Internacional de Dakar sobre a Paz e a Segurança em África, subordinado ao tema "Desafios do Multilateralismo", que conta com representação de mais de 40 países. Na sessão de abertura, vai defender que a soberania de um povo não dispensa a parceria com outros Estados, conta à TSF.

"Depois de um período de grande turbulência e instabilidade na semana passada, agora parece haver condições para eleições presidenciais com alguma normalidade no dia 24 de novembro e, se necessário, uma segunda volta no final de dezembro."

Há uma grande vontade de afirmação de soberania, nota o ministro, mas a sobrania que temos hoje em dia é uma soberania que nenhum país por si só consegue assegurar.

Doze candidatos concorrem às eleições presidenciais na Guiné-Bissau no domingo.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados