Há uma região que pode tirar o cargo a Johnson... mesmo que os Conservadores vençam

A lei britânica diz que só podem ser membros do Governo aqueles que forem eleitos como membros do Parlamento. Caso Boris Johnson seja derrotado em Uxbridge & South Ruislip, não terá condições para continuar como primeiro-ministro.

Mesmo que os Conservadores ganhem as eleições na quinta-feira, Boris Johnson arrisca-se a ter de abdicar da chefia do Governo britânico. Para isso, basta que o actual primeiro-ministro do Reino Unido perca o círculo eleitoral, pelo qual é candidato.

A lei britânica diz que só podem ser membros do Governo aqueles que forem eleitos como membros do Parlamento.

Ora, se Boris Johnson for derrotado em Uxbridge & South Ruislip, não terá condições para continuar como primeiro-ministro.

É este o cenário esperado pelo candidato trabalhista, Ali Milani, que, este domingo, recebeu o apoio nas redes sociais do líder do partido, Jeremy Corbyn.

De origem iraniana, Ali Milani, de 25 anos, é uma das figuras que se tem destacado na campanha das eleições britânicas.

Num evento em Ruislip, este domingo, contou com dezenas de voluntários, dispostos a enfrentar o tempo gélido, para irem bater à porta dos eleitores.

De gorro e cachecol, Frank acredita que os trabalhistas têm "uma mensagem positiva com a qual as pessoas se identifica".

"Temos muita gente a apoiar-nos que no passado, não votou nos trabalhistas. ​​Portanto, sim, podemos ganhar. É por isso que estamos todos aqui", adianta.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de