Habitantes de Wuhan já foram todos testados à Covid-19

Ainda não foram divulgados os dados relativamente ao resultado destes testes.

As autoridades da cidade chinesa de Wuhan informaram, este domingo, que concluíram os testes à Covid-19 em toda a região. Foram testadas mais de 11 milhões de pessoas após o ressurgimento de casos, mais de um ano depois do início da pandemia.

A testagem, que começou na terça-feira, abrangeu todos os residentes da cidade, exceto crianças menores de seis anos e estudantes que estão de férias, disse Li Tao, alto funcionário municipal, numa conferência de imprensa, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, citada pela AFP. Ainda não há dados relativamente ao resultado destes testes.

A cidade registou, no sábado, 37 casos locais de Covid-19 e, em testagens anteriores, foram identificados 41 portadores assintomáticos. As autoridades da cidade anunciaram na semana passada que sete infeções locais foram registadas entre trabalhadores migrantes em Wuhan, tendo sido rapidamente mobilizados mais de 28 mil profissionais de saúde em 2800 locais para a campanha de testagem.

A China reduziu os casos domésticos para praticamente zero depois de o coronavírus ter emergido, pela primeira vez, na cidade de Wuhan, no final de 2019, permitindo que a economia recuperasse e a vida voltasse ao normal. Contudo, o novo surto colocou esse registo em risco, já que a variante Delta está a atingir dezenas de cidades após terem sido registados casos de infeção entre trabalhadores de limpeza do aeroporto de Nanjing.

Desde então, lutando contra o maior surto dos últimos meses, várias cidades chinesas entraram em confinamento, foram encerradas ligações de transportes locais e implementados testes em massa. Pequim também apertou as restrições de viagens ao exterior como parte dos esforços para conter os casos crescentes.

As autoridades de imigração chinesas anunciaram, na quarta-feira, que deixaria de emitir passaportes e outros documentos necessários para sair do país em casos "não essenciais e não urgentes". Ainda assim, não significa que os chineses estejam proibidos de viajar para fora do país.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de