Hong Kong em mais um dia de protestos após noite de confrontos

As autoridades já encerraram as duas estações intermédias do comboio que liga o centro da cidade ao aeroporto internacional.

Hong Kong passa este domingo por mais um dia de protestos, depois de uma noite em que a polícia usou gás lacrimogéneo contra alguns manifestantes, que por sua vez ergueram barricadas e atiraram 'cocktails molotov'.

As autoridades já encerraram as duas estações intermédias do comboio que liga o centro da cidade ao aeroporto internacional, para evitar uma possível interrupção do acesso às instalações aeroportuárias.

De acordo com a emissora pública RTHK, há uma forte presença policial em várias estações.

No sábado, no 16.º fim de semana de protestos na antiga colónia britânica, o dia começou com uma manifestação pacífica em Tuen Mun, no nordeste de Hong Kong, antes de escalar para um cenário mais violento.

Hong Kong enfrenta, há mais de três meses, a mais grave crise política desde a sua entrega à China, em 1997, com ações e manifestações quase diárias exigindo reformas democráticas e denunciando a resposta policial, considerada brutal pelos manifestantes.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de